Pages

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Acumulo de Vinculo Empregaticio e Bolsa de Pós-graduação

Devido as constantes solicitações de esclarecimentos sobre a situação de acumulo de vinculo empregaticio e bolsa de pós-graduação os orgãos de fomento esclarecem em memorando as situações aos quais isto é permitido.

Agora através do posicionamento no memorando espera-se que não haja mais confusões que prejudiquem o bolsista que acabam tendo suas bolsas cortadas injustamente por falta de informação e conhecimento por parte dos coordenadores.

Caso alguma confusão venha a ocorrer a Associação dos pós-graduandos aos quais somos todos associados irá intervir e debater para alcançar a melhor posição possivel para o conjunto dos pós-graduandos

Memorando Acumulo de Bolsas

Lembrando que temos 3 compromissos importantes este mês:

Hoje quarta-feira: Debate e elaboração do Censo da Pós-Graduação - encontro as 17 Horas no Hall do CSE e posterior encaminhamento para a sede da APG na Biblioteca Universitária (duvidas perguntar para a guarda patrimonial)

Quinta feira dia 06/09/2012: Assembleia com o debate sobre o espaço a ser construido para debate da pós-graduação o APG em Debate- encontro as 17 Horas no Hall do CSE e posterior encaminhamento para a sede da APG na Biblioteca Universitária (duvidas perguntar para a guarda patrimonial)

Segunda-feira 17/09/2012: Assembleia Geral dos pós-graduandos no auditorio do CSE ás 15:30.

Um comentário:

Rafael disse...

Ok, de novo essa questão. Colocando de lado o fato de que existe um esforço bastante intenso por parte do comitê de bolsas REUNI no sentido de tornar essa a pior bolsa, me parece que o argumento utilizado pela nossa pró-reitoria é errado e tendencioso. A base da proibição do acumulo de vencimentos se baseia em uma Orientação Geral de 2009, quando todo e qualquer acúmulo de vencimentos era poribido. Quando em 2010 foi permitido, por uma portaria publicada no diário oficial da união, acúmulo de vencimentos sob certas condições, isso não deveria substituir a decisão anterior? Mesmo porque a portaria deixa claro que é a decisão de permitir o acumulo depende do orientador e da secretaria da pós-graduação, não do comite gestor REUNI. E o memorando circular de 2011 relembrando a decisão de 2009 não tem nenhuma força de lei, memorando é só informativo, e pode estar errado. Então, a menos que bolsa Capes/REUNI não seja considerada como uma bolsa CAPES, me parece que a decisão tomada pela nossa pró-reitoria é ilegal, ou alguém tem uma explicação melhor para o fato?